Efeito de desvio de medições translucência nucal sobre o desempenho do rastreamento de trissomia 21.



Para examinar o efeito de desvios na espessura da translucência nucal mediana (NT) ea propagação em medições sobre o desempenho do rastreamento de trissomia 21 por idade materna e fetal NT, e pela idade materna NT, fetal e bioquímica sérica materna.
Simulamos o NT e múltiplos dos valores medianos para a gravidez associada à proteína plasmática-A (PAPP-A) e free beta-gonadotrofina coriônica humana (beta-hCG) por 500 euplóide 000 e trissomia 21 500 000 gravidez de 12 semanas de gestação . As taxas de detecção de trissomia 21 e falso-positivos taxas foram calculadas sem ajustes no NT e somando ou subtraindo valores que variam de 0,1 a 1,0 mm de cada medição observado. Além disso, os efeitos da variação da dispersão de medições NT foram examinados por aplicação de um factor multiplicativo variando de 0,5 a 2 para o SD.
A taxa de detecção de trissomia 21 para uma taxa de falso-positivo fixa de 3% na triagem por idade materna e fetal NT foi de 72%, e na triagem por idade materna, fetal e NT sem soro beta-hCG e PAPP-A que foi de 86 %. A subestimação ou superestimação consistente no NT medida reduziu a taxa de detecção de trissomia 21 para uma taxa fixa de falso positivo. Em uma tela fixa-positivo de corte uma subestimativa em NT fetal reduziu a taxa de detecção enquanto que uma superestimativa na NT aumentou a taxa de falso-positivo. Um aumento na dispersão de medições teve apenas um impacto pequeno sobre a taxa de detecção mas causou um grande aumento na taxa de falso-positivo.
Alto desempenho de triagem exige medição adequada do NT fetal. Este trabalho demonstra o efeito de desvios na média e desvio padrão de NT do esperado sobre o desempenho de triagem e pode formar a base da auditoria de resultados de ultrassonografistas individuais.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19408250

VEJA TAMBÉM:



Texto Original



To examine the effect of deviations in median nuchal translucency thickness (NT) and the spread in measurements on the performance of screening for trisomy 21 by maternal age and fetal NT, and by maternal age, fetal NT and maternal serum biochemistry.
We simulated the NT and multiples of the median values for pregnancy-associated plasma protein-A (PAPP-A) and free beta-human chorionic gonadotropin (beta-hCG) for 500 000 euploid and 500 000 trisomy 21 pregnancies at 12 weeks of gestation.Detection rates for trisomy 21 and false-positive rates were calculated without adjustments in NT and by adding or subtracting values ranging from 0.1 to 1.0 mm to each observed measurement.In addition, the effects of variation in the scatter of NT measurements were examined by applying a multiplicative factor ranging from 0.5 to 2 to the SD.
The detection rate of trisomy 21 for a fixed false-positive rate of 3% in screening by maternal age and fetal NT was 72%, and in screening by maternal age, fetal NT and serum free beta-hCG and PAPP-A it was 86%.A consistent underestimate or overestimate in the measured NT reduced the detection rate of trisomy 21 for a fixed-false positive rate.At a fixed screen-positive cut-off an underestimate in fetal NT reduced the detection rate whereas an overestimate in NT increased the false-positive rate.A widening in the scatter of measurements had only a small impact on the detection rate but it caused a major increase in the false-positive rate.
High performance of screening necessitates appropriate measurement of fetal NT.This paper demonstrates the effect of deviations in the median and SD of NT from the expected on the performance of screening and can form the basis of audit of results of individual sonographers.


VEJA OUTROS:

Foto de Eduardo Boulhosa Nassar
Este site é mantido por Eduardo Boulhosa Nassar

Para que todos possam ter acesso ao bom conteúdo.