A função da tireóide materna em 11 a 13 semanas de gestação e posterior desenvolvimento da pré-eclâmpsia.



OBJETIVO:
Para determinar se a função da tireóide materna no primeiro trimestre é alterada em gestações que, posteriormente, desenvolver pré-eclâmpsia (PE).
MÉTODOS:
A pressão arterial média (PAM), índice de pulsatilidade da artéria uterina (PI) hormônio da tireóide soro materno-estimulante (TSH), tiroxina livre (FT4) e livre triiodotironina (FT3) de 11 a 13 semanas de gestação foram medidos em 102 gestações únicas que posteriormente desenvolveram PE, e os valores foram comparados com os resultados de 4318 gravidezes normais.
RESULTADOS:
Em ambos os grupos de PE de que a entrega exigido antes de 34 semanas (early-PE) e o grupo final-PE, em comparação com o grupo não afectada, a MAP mediana múltiplo da mediana normal (MoM) e da artéria uterina MoM PI foram significativamente aumentadas. No final de-PE, mas não no início-PE, em comparação com o grupo não afectada, a mediana MoM TSH estava significativamente aumentada e a mediana MoM FT4 foi diminuída. A análise de regressão logística demonstrou que a mãe de TSH prestado uma contribuição significativa na previsão de final-PE.
CONCLUSÃO:
A função da tireóide prejudicada podem predispor ao desenvolvimento da tarde-PE, e medição de TSH materno pode melhorar a previsão de tarde-PE fornecida por uma combinação de fatores na história materna e as medidas do MAPA e PI artéria uterina.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed?term=Maternal%20thyroid%20function%20at%2011%20to%2013%20weeks%20of%20gestation%20and%20subsequent%20development%20of%20preeclampsia

VEJA TAMBÉM:



Texto Original



OBJECTIVE:
To determine if maternal thyroid function in the first trimester is altered in pregnancies that subsequently develop preeclampsia (PE).
METHODS:
Mean arterial pressure (MAP), uterine artery pulsatility index (PI) maternal serum thyroid stimulating hormone (TSH), free thyroxine (FT4) and free triiodothyronine (FT3) at 11 to 13 weeks of gestation were measured in 102 singleton pregnancies that subsequently developed PE, and the values were compared to the results of 4318 normal pregnancies.
RESULTS:
In both the PE groups that required delivery before 34 weeks (early-PE) and the late-PE group, compared with the unaffected group, the median MAP multiple of the normal median (MoM) and uterine artery PI MoM were significantly increased. In late-PE but not in early-PE, compared with the unaffected group, the median TSH MoM was significantly increased and the median FT4 MoM was decreased. Logistic regression analysis demonstrated that TSH MoM provided a significant contribution in the prediction of late-PE.
CONCLUSION:
Impaired thyroid function may predispose to the development of late-PE, and measurement of maternal serum TSH can improve the prediction of late-PE provided by a combination of factors in the maternal history and the measurements of MAP and uterine artery PI.


VEJA OUTROS:

Foto de Eduardo Boulhosa Nassar
Este site é mantido por Eduardo Boulhosa Nassar

Para que todos possam ter acesso ao bom conteúdo.