As síndromes hipertensivas na gravidez: triagem por Doppler das artérias uterinas e pressão arterial em 11-13 semanas.



OBJETIVOS:
Para analisar o desempenho do rastreamento de complicações da hipertensão arterial em 11-13 semanas por uma combinação de história materna, artéria uterina Doppler e pressão arterial.
MÉTODOS:
Este foi um estudo prospectivo de triagem para pré-eclâmpsia (PE) exigindo a entrega antes de 34 semanas (PE precoce), PE tarde e hipertensão gestacional (HG) em mulheres atendidas para sua visita de rotina do hospital primeira gravidez a 11 + 0-13 + 6 semana de gestação. História materna foi gravado, cor fluxo Doppler foi utilizada para identificar a artéria uterina com o menor índice de pulsatilidade (L-PI) e dispositivos automatizados foram usados ​​para medir a pressão arterial média (PAM). O desempenho do rastreio para PE e GH por uma combinação do factor derivado materna risco a priori, a artéria uterina L-PI e MAP foi determinada.
RESULTADOS:
Houve 8061 (96,4%) dos casos não afectados por PE ou GH, 165 (2,0%) que desenvolveram PE, incluindo 37 que entrega exigido antes de 34 semanas (PE precoce) e 128 com EP tarde, e 140 (1,7%) que desenvolveram GH. A MAP foi maior no início de PE, PE tarde e GH em relação ao grupo não afetado (P <0,0001), e em PE cedo do que em GH (P = 0,002). A artéria uterina L-PI foi significativamente maior no início e PE PE tarde do que no grupo não afetado (P <0,0001), em que PE PE início tardio ou GH (P <0,0001), e em GH do que no grupo não afetado (P = 0,014). No rastreio de uma combinação do factor derivado materna risco a priori, da artéria uterina L-PI e MAP, a taxa de detecção estimado em 10% a taxa de falso positivo foi de 89,2% (95% CI, 74,6-96,9%) para PE cedo, 57,0% (95% CI, 48,0-65,7%) para PE tarde e 50,0% (IC 95%, 41,4-58,6%) para GH.
CONCLUSÕES:
Rastreio eficaz para distúrbios hipertensivos na gravidez é fornecida por uma combinação de história materna, artéria uterina Doppler e pressão arterial em 11-13 semanas.


Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed?term=Hypertensive%09disorders%09in%20pregnancy%3A%20screening%20by%20uterine%20artery%20Doppler%20imaging%20and%20blood%20pressure%20at%2011-13%20weeks.

VEJA TAMBÉM:



Texto Original



OBJECTIVES:
To examine the performance of screening for hypertensive disorders in pregnancy at 11-13 weeks by a combination of the maternal history, uterine artery Doppler imaging and blood pressure.
METHODS:
This was a prospective screening study for pre-eclampsia (PE) requiring delivery before 34 weeks (early PE), late PE and gestational hypertension (GH) in women attending for their routine first hospital visit in pregnancy at 11 + 0 to 13 + 6 weeks of gestation. Maternal history was recorded, color flow Doppler imaging was used to identify the uterine artery with the lowest pulsatility index (L-PI) and automated devices were used to measure the mean arterial pressure (MAP). The performance of screening for PE and GH by a combination of the maternal factor-derived a-priori risk, the uterine artery L-PI and MAP was determined.
RESULTS:
There were 8061 (96.4%) cases unaffected by PE or GH, 165 (2.0%) that developed PE including 37 that required delivery before 34 weeks (early PE) and 128 with late PE, and 140 (1.7%) that developed GH. The MAP was higher in early PE, late PE and GH than in the unaffected group (P < 0.0001), and in early PE than in GH (P = 0.002). The uterine artery L-PI was significantly higher in early PE and late PE than in the unaffected group (P < 0.0001), in early PE than late PE or GH (P < 0.0001), and in GH than in the unaffected group (P = 0.014). In screening by a combination of the maternal factor-derived a-priori risk, uterine artery L-PI and MAP, the estimated detection rate at a 10% false-positive rate was 89.2% (95% CI, 74.6-96.9%) for early PE, 57.0% (95% CI, 48.0-65.7%) for late PE and 50.0% (95% CI, 41.4-58.6%) for GH.
CONCLUSIONS:
Effective screening for hypertensive disorders in pregnancy is provided by a combination of maternal history, uterine artery Doppler imaging and blood pressure at 11-13 weeks.


VEJA OUTROS:

Foto de Eduardo Boulhosa Nassar
Este site é mantido por Eduardo Boulhosa Nassar

Para que todos possam ter acesso ao bom conteúdo.